Dra Monique Lima Diabetes gestacional na Barra da Tijuca

Dra Monique Lima Diabetes gestacional na Barra da Tijuca

Dra Monique Lima Diabetes gestacional na Barra da Tijuca

Dra Monique Lima

CRM : 52.95060-6

Endocrinologista

Médica

Currículo :

– Titulo de Especialista em Endocrinologia e Metabologia pela SBEM
– Membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
– Membro da Sociedade Brasileira de Diabetes
– Residência Médica em Endocrinologia e Metabologia pela UFRJ, com treinamento em doenças endocrinológicas na gestação e diabetes gestacional na Maternidade Escola da UFRJ (centro de referência)
– Parecerista em Endocrinologia no Hospital Rios D’or (Jacarepaguá)

Médica

Endereço 1 : Avenida Ayrton Senna, 2.600 – Link 3 – Sala 421 – Link Office & Mall
Bairro : Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ
Telefones : (21) 3439-6287

RJ

Endereço 2 : Avenida das Américas, 2480, Bloco 2 (Victory), sala 309 – Lead Américas
Bairro : Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ
Telefone : (21) 3256-2501

3

Diabetes Gestacional

Durante a gestação, a própria placenta funciona como um órgão endócrino, secretando hormônios que alteram o metabolismo materno. A produção de alguns desses hormônios leva a tendência a resistência a ação da insulina, podendo causar, em pacientes com predisposição, o desenvolvimento de hiperglicemia, levando a Diabetes Gestacional. Os fatores mais comumente associados a tendência a desenvolver diabetes durante a gestação são: sobrepeso e obesidade, história familiar de diabetes, história de síndrome de ovário policístico, episódio prévio de diabetes gestacional, intolerância a glicose e resistência a insulina pré-gestacionais. Pacientes com alguma dessas situações, devem ter mais atenção ainda a glicemia e alimentação durante a gestação. Se possível, o ideal é controlar o peso e a glicemia antes de começar a tentar engravidar. 

Independente dos fatores de risco para desenvolver diabetes na gestação, atualmente todas as gestantes tem indicação de fazer um teste de tolerância oral a glicose entre a 24ª e a 28ª semana para rastrear diabetes. A grande maioria dos obstetras também solicita logo no primeiro trimestre a glicemia de jejum, para avaliar se já existem alterações glicêmicas. 

O tratamento do Diabetes Gestacional inicialmente é feito, na grande maioria das vezes, com dieta. O acompanhamento deve ser feito de perto para avaliar a necessidade e o momento certo de iniciar o tratamento medicamentoso, prevenindo complicações. 

O bom controle glicêmico consegue prevenir o aparecimento de polidraminia (excesso de liquidoamniótico), macrossomia (bêbe muito grande para a idade gestacional), além de hipoglicemia neonatal (glicose baixa no recém-nascido após o parto), sendo importante manter o acompanhamento e tratamento adequado. 

Após a gestação, é importante reavaliar a glicemia periodicamente, já que a história de diabetes gestacional aumenta o risco de desenvolver diabetes mellitus ao longo da vida.

Leave a Comment

*Required fields Please validate the required fields

*

*

Menu