Dra Mônica Duarte da Cunha Acne infantil na Barra da Tijuca

Dra Mônica Duarte da Cunha Acne infantil na Barra da Tijuca

Dra Mônica Duarte da Cunha Acne infantil na Barra da Tijuca

CRM : 52727-2

Dermatologista Pediátrica

Médico

Currículo :

– Especialista em dermatologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro
– Título de Especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira
– Membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia do Rio de Janeiro
– Especialista em infectologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro
– Mestre em Ciências Médicas pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro
– Doutora em Epidemiologia em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP-FIOCRUZ)
– Experiência na área de dermatologia clínica infantil e adulto há 21 anos
– Coordenadora do Programa de Controle da Hanseníase da Secretaria Municipal de Saúde de Duque de Caxias

Médico

Endereço : Avenida das Américas, 500 – Bloco 3 – Loja 120 – Espaço Médico Downtown Infantil
Bairro : Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ
Telefone : (21) 3171-3171

3

ACNE (Cravos e espinhas)

A acne é uma doença bastante comum, de predisposição genética e cujas manifestações dependem da presença de fatores desencadeantes, como hormônios sexuais, stress, fatores alimentares e cosméticos. As lesões surgem principalmente na puberdade, atingindo  ambos os sexos. A doença não atinge apenas adolescentes, podendo persistir na idade adulta, sendo mais frequente em mulheres.

As manifestações da doença (cravos e espinhas) ocorrem devido ao aumento da secreção sebácea associada ao estreitamento e obstrução da abertura do folículo pilosebáceo, dando origem aos comedões abertos (cravos pretos) e fechados (cravos brancos). Estas condições favorecem a proliferação de microorganismos que provocam a inflamação característica das espinhas, sendo o Propionibacterium acnes o agente infeccioso mais comumente envolvido.

.

Manifestações clínicas

A doença manifesta-se principalmente na face e no tronco, áreas do corpo ricas em glândulas sebáceas. A forma mais comum é a acne vulgar, porém existem menos frequentemente outras formas, como:

Acne conglobata (forma grave) :  com cicatrizes exuberantes;

Acne queloideana : deixa cicatrizes tipo queloide, após o desaparecimento da inflamação;

Acne Infantil :  pode surgir desde em neonatos, atingindo também crianças em idade escolar, até a pre-adolescência;

Acne cosmética : desencadeado por produtos cosméticos inadequados à pele acneica.

Acne escoriada da mulher jovem : associada ao stress emocional

Acne medicamentosa : alguns medicamentos podem desencadear quadro clínico de acne, como corticóides, vitamina B12, hormônios como anabolizantes, suplemento proteico.

A intensidade do processo inflamatório permite o quadro clínico ser dividido em quatro estágios :

Acne Grau 1 : apenas “cravos”;

Acne Grau 2 : “cravos”, pequenas lesões inflamadas (“espinhas”) e pontos amarelos de pus (“pústulas”);

Acne Grau 3 : “cravos”, “espinhas” e lesões inflamatórias profundas (cistos);

Acne Grau 4 : “cravos”, “espinhas” e grandes lesões císticas, comunicantes (acne conglobata), com muita inflamação e aspecto desfigurante.

 

Tratamento

Sendo uma doença de duração prolongada e algumas vezes exuberante, apresenta condições fisiopatológicas de estrutura pilosebácea que favorece recaídas. Por isso, é necessário tratamento contínuo, não somente para involução do processo inflamatório, mas também para se manter o controle do quadro clínico. Deve-se iniciar o tratamento o mais precocemente possível, de modo a evitar marcas e cicatrizes na pele indesejadas, que muitas vezes são permanentes.

O tratamento pode ser feito com medicações de uso local, visando a desobstrução dos folículos e o controle da proliferação bacteriana e da oleosidade, mas podem ser usado também medicamentos via oral, dependendo da intensidade do quadro, geralmente antibióticos para controle da infecção. Em casos mais severos (como a acne conglobata), ou resistente aos tratamentos convencionais, pode ser utilizada a isotretinoina oral,  medicação esta que pode controlar definitivamente a acne, na grande maioria dos casos.

A limpeza de pele tem um papel complementar importante no tratamento e pode ser realizada por esteticistas devidamente capacitadas, com ação no esvaziamento de lesões não inflamatórias (cravos), evitando a sua transformação em espinhas.

A dieta pode ter influência no curso da acne em algumas pessoas. Dietas ricas em açúcar e gordura devem ser evitadas pelos pacientes que apresentem acne e percebam agravamento dos sintomas após a sua ingestão.

O tratamento da acne deve ser orientado por um médico dermatologista, que é o profissional capacitado para indicar os medicamentos ideais para cada caso. Não use remédios indicados por pessoas leigas ou que tenham um quadro semelhante ao seu. Eles podem não ser apropriados ao seu tipo de pele e a sua forma de manifestação da acne. Esclareça suas dúvidas com o dermatologista que o acompanha, ele sempre poderá ajudá-lo.

Leave a Comment

*Required fields Please validate the required fields

*

*

Menu