Dr Ronaldo Gripp Ginecologista na Barra da Tijuca

Dr Ronaldo Gripp Ginecologista na Barra da Tijuca

Dr Ronaldo Gripp Ginecologista na Barra da Tijuca

CRM : 52.37271-6

Currículo

– Título de Especialista em Ginecologia (TEGO)
– Título de Espcialista em Mastologia (TEMA)
– Título de Qualificação em Videohisteroscopia e Videolaparoscopia
– 4 Pós Graduações
– Ex professor do Curso de Ginecologia da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro
– Curso de Ginecologia da Universidade de Havard
– Residência Médica em Ginecologia na Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro
– 20 anos como chefe de equipe cirúrgica da 28 enfermaria da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro

Endereço : Avenida Ayrton Senna, 2.600 – Bloco 1 – Portaria 2 – Sala 352 – Link Office 1

Bairro : Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ

Telefones : (21) 2576-7840 / (21) 2577-3345

Horários : Sexta-feira das 9 às 12hs e 14 às 18hs

3

Também atende em Vila Isabel

GINECOLOGIA

O que é endometriose ?

A endometriose é considerada uma doença hormônio dependente, especialmente dos hormônios estrogênio e progesterona. A endometriose está fortemente relacionada com a existência da dor pélvica crônica, associada com a menstruação e à infertilidade. No entanto, é comum haver infertilidade na ausência de dor. A endometriose é definida como o crescimento do endométrio – o tecido que recobre o interior do útero – em qualquer lugar fora do útero.

A atividade hormonal que atua no crescimento, proliferação e sangramento menstrual do útero é o mesmo que acontece no tecido da endometriose. Isto revela que o mecanismo básico do desenvolvimento da doença, se faz por reações inflamatórias sucessivas, decorrentes do sangramento do implante ou foco da endometriose durante a menstruação.

Com o tempo, e os estímulos hormonais repetidos, o sangramento localizado nos focos podem crescer de poucos milímetros a vários centímetros, e se aprofundar, sempre mantendo uma atividade inflamatória e um poder de lesar as estruturas onde se implanta. A endometriose pode ocorrer em lugares como o pulmão, mas o mais comum, é que atinja a pelve e seus órgãos – peritônio, ovários, bexiga e intestino.

Quais são as causas e como se diagnostiga a endometriose ?

A endometriose tem, seguramente, causa multifatorial. O diagnóstico é feito pela história clínica do paciente, exame físico ginecológico e exame de ressonância nuclear magnética da pelve com contraste.

Como se classifica a endometriose ?

Basicamente, existe a forma leve, moderada e severa de endometriose.

Na leve, os focos de endometriose são em pequeno número, menores de 5 mm e totalmente superficiais. As aderências são poucas e frouxas.

Na forma moderada, o número de endometriose é maior e o tamanho dos focos excede 5 mm, podendo haver pequenas tumorações em forma de cistos que envolvem os ovários e são conhecidos como endometriomas. Podem ocorrer aderências firmes entre algumas estruturas da pelve e haver um acentuado grau de distrorção anatômica das trompas e ovários.

Na forma severa, a endometriose profunda é a regra. As aderências que se formam são densas, os endometriomas são volumosos e os órgãos da pelve podem ser invadidos pela doença.

Endometrioseretrocervical – atrás do colo do útero, endometriose do septo retrovaginal – localizada entre a vagina e o reto, endometriose urinária, são variações da endometriose profunda.

Como é o tratamento de endometriose ?

A videolaparoscopia é a melhor técnica para o tratamento cirúrgico da endometriose. É importante ressaltar que os tratamentos cirúrgicos da endometriose moderada e da endometriose profunda são altamente especializados e só devem ser executadas por equipes multidisciplinares, com experiência na condução destes casos.

O tratamento com medicamentos é a interrupção do sangramento menstrual. Em muitas mulheres será por longo período de tempo. Para este fim, diversas formulações e combinações de medicamentos estão disponíveis. Os implantes hormonais estão entre as melhores opções de tratamento hormonal da endometriose. Se houver o desejo imediato de engravidar, o tratamento será totalmente direcionado a esta finalidade.

VIDEOHISTEROSCOPIA

1) Sangramento uterino anormal, principal indicação para se fazer o exame

2) Endometrites – processo inflamatório da parte interna do útero
3) Pré requisito quando vai se fazer uma fertilização in vitro
4) Câncer do Endométrio
5) Metrorragia pós menopausa – é o sangramento que acontece após a mulher entrar na menopausa
MIOMAS
Mioma é um tumor benigno composto basicamente de músculo uterino que cresce dentro ou fora do útero e pode alterar o formato do órgão à medida que se desenvolve. Costuma permanecer estável durante anos a fio para, em seguida, crescer em poucos meses. Ocorre com maior frequência entre os 40 e 50 anos.
CISTOS OVARIANOS 
Cistos ovarianos são bolsas cheias de líquidos que se formam sobre ou dentro do ovário.
Existem diversos tipos de cistos ovarianos. O mais comum deles é o cisto funcional, que também possuem dois tipos distintos: os foliculares e os lúteos.

1 Comment

Trackbacks & Pingbacks

  1. Dr Ronaldo Gripp Ginecologista em Vila Isabel - Registro de Médicos abril 15, 2016 (8:51 pm)

    […] Também atende na Barra da Tijuca […]

Leave a Comment

*Required fields Please validate the required fields

*

*

Menu