Dr Henrique Glatt Pterígio na Barra da Tijuca

Dr Henrique Glatt Pterígio na Barra da Tijuca

Dr Henrique Glatt Pterígio na Barra da Tijuca

Dr Henrique Glatt

CRM : 52.84085-8

Oftalmologia Adulta e Pediátrica

RJ

Endereço : Avenida Evandro Lins e Silva, 840 – Sala 1106 – Office Tower
Bairro : Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ
Telefones : (21) 99918-6060 / (21) 99537-9435
Facebook : https://m.facebook.com/DrHenriqueGlatt/

3

PTERÍGIO

O Pterígio, uma “carnezinha” que pode crescer na frente dos olhos, é mais comum em países tropicais pela maior proximidade à Linha do Equador. Nesta faixa do planeta, pela maior incidência da radiação ultravioleta, encontramos o desenvolvimento desta proliferação fibrovascular benigna, muitas vezes confundida com a catarata (opacificação da lente natural que existe dentro do olho – o cristalino).

Em pessoas predisponentes (parece haver um componente genético associado), há o desenvolvimento de uma película que pode cobrir a parte colorida do olho, causando muito desconforto com os sintomas (ardência, sensação de areia, lacrimejamento, vermelhidão) e com a questão estética. Em casos mais avançados, o Pterígio pode atrapalhar a visão.

O tratamento normalmente envolve a proteção constante contra a radiação ultravioleta (UV-A e UV-B) do Sol, através de óculos escuros adequados, além do uso de colírios prescritos pelo médico-oftalmologista, de acordo com cada caso.

Nos casos de queixas persistentes, pode ser indicado o tratamento cirúrgico, sem que haja garantia de que a lesão não vai voltar.

Atualmente há várias técnicas cirúrgicas que diminuem a chance de recidiva do Pterígio após a retirada cirúrgica, porém ainda assim não há 100% de garantia. É recomendado o acompanhamento periódico com o médico-oftalmologista, para que se possa medir o tamanho e acompanhar o crescimento e tratar os sintomas.

Em caso de dúvidas ou outras informações, por favor entre em contato com nossos canais oficiais (telefone, e-mail, Facebook ou WhatsApp) para avaliar o agendamento de sua consulta oftalmológica.

Leave a Comment

*Required fields Please validate the required fields

*

*

Menu